Santa Casa
Santa Casa BH São Lucas SCBH Ensino e Pesquisa Funerária Santa Casa BH IGAP CEM


Cuidados odontológicos

04/09/2020

     

Incorporada às equipes multiprofissionais, a Odontologia Hospitalar faz parte do protocolo de atendimento assistencial e tem feito total diferença na qualidade de vida dos pacientes em tratamento no Grupo Santa Casa BH, em especial do CTI Geral e de Isolamento Respiratório, do transplante, da oncologia adulta e pediátrica e da cardiologia. Essa é uma área em expansão e tem atraído novos dentistas, mas requer treinamento específico em função da singularidade dos atendimentos e da atenção interdisciplinar. Muitos hospitais já perceberam os benefícios gerados com a presença de dentistas em suas equipes. 

Na Santa Casa BH, o serviço tem o objetivo de remover focos de infecções bucais que, se não tratados, podem alterar de forma negativa o prognóstico e o tempo de internação do paciente. Além disso, atua em atendimentos de urgência e na orientação da equipe de enfermagem quanto à higienização bucal do paciente internado. Atualmente, em média, são realizados 500 atendimentos por mês, feitos por duas dentistas e duas especializandas. As interconsultas e avaliações são presenciais. Se houver necessidade de intervenção, os atendimentos ocorrem no leito e, nos casos mais complexos, no Bloco Cirúrgico. 

Por conta do protocolo hospitalar, o paciente não faz cirurgia cardíaca e transplante sem a avaliação odontológica prévia, pois a adequação bucal é imprescindível para evitar infecções. O serviço realiza também a laserterapia em pacientes quimioterápicos. O procedimento alivia a dor bucal causada pelos remédios e diminui o risco de úlceras bucais. Para aqueles que precisam de radioterapia, é feita a prevenção para verificar a necessidade de tratamento dentário prévio e o acompanhamento pode impedir efeitos colaterais mais graves. Também é usada a laserterapia na prevenção e tratamento de alterações bucais. 

Dentro do hospital, a preocupação com a higiene oral dos pacientes, que não conseguem realizar seus cuidados sozinhos, já foi determinante para redução de casos de pneumonia. Além disso, na área cardiológica, o cuidado com a questão odontológica é relevante para prevenir a endocardite – uma infecção bacteriana que pode começar na boca, cair na corrente sanguínea e atingir o coração, se tornando grave.