Santa Casa
Santa Casa BH São Lucas SCBH Ensino e Pesquisa Funerária Santa Casa BH IGAP CEM


Novembro Azul incentiva homens a cuidarem da saúde

05/11/2020

     

Para chamar a atenção dos homens sobre a importância do cuidado integral com a saúde, as fachadas da Santa Casa BH, do Centro de Especialidades Médicas SCBH, do Hospital São Lucas e da Funerária Santa Casa BH estão iluminadas de azul durante todo o mês de novembro. Além disso, o Grupo Santa Casa BH realizará diversas ações educativas para os profissionais de saúde e pacientes oncológicos e campanha nas redes sociais para o público em geral.

O “Novembro Azul” tem o objetivo de promover a mudança de comportamento dos homens em relação à saúde, destacando que o acompanhamento médico e hábitos saudáveis podem salvar vidas. O câncer de próstata continua como foco principal da campanha. De fato, é o tumor mais comum do sexo masculino segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Daí a importância do diagnóstico precoce, que só é possível com a realização de exames de rastreamento.

Para o urologista da Santa Casa BH, Dr. Leonardo Gomes, a população masculina precisa se conscientizar da importância da realização dos exames preventivos: “o rastreio do câncer de próstata é feito por meio do exame físico – conhecido como toque retal – e do exame de sangue PSA, que verifica a dosagem do antígeno prostático específico. Se o câncer de próstata for descoberto precocemente, há 90% de chance de cura”.

O médico destaca também que, na maioria das vezes, a consulta com o urologista é adiada por medo do diagnóstico ou desinformação: “quando comparecem aos consultórios, muitas vezes por insistência de suas mulheres, é um dos poucos momentos que demonstram preocupação com a própria saúde. Muitos deles estão indo ao urologista pela primeira vez ou retornando depois de muitos anos. A recomendação é de que esses exames sejam realizados anualmente ou de acordo com a orientação do médico”. 

Ainda de acordo com o INCA, o câncer de próstata é a segunda maior causa de morte de homens no Brasil. Por ano, mais de 15 mil morrem em decorrência da doença, que tem maior incidência entre afrodescendentes. Para se prevenir, é fundamental adotar hábitos saudáveis, ficar atento aos sinais que o corpo dá e seguir as recomendações médicas.