Santa Casa
Santa Casa BH São Lucas SCBH Ensino e Pesquisa Funerária Santa Casa BH IGAP CEM


Inaugurado novo acelerador linear

17/12/2019

     
Felippe Isaac (engenheiro da Direcional), Saulo Coelho, Weliton Prado (deputado federal) e Dr. Guilherme Riccio.

A Santa Casa BH encerrou com chave de ouro as comemorações pelos seus 120 anos e quem ganhou o presente foram os milhares de pacientes em tratamento oncológico em Minas Gerais. No dia 16 de dezembro, foi inaugurado o segundo acelerador linear – utilizado para realização de sessões de radioterapia – com presença do provedor da instituição, Saulo Levindo Coelho, de diretores, médicos e funcionários do hospital, representantes da Direcional Engenharia (responsável pela construção do bunker que abriga o equipamento) e de empresas que contribuíram via PRONON para a aquisição do acelerador. A inauguração é um passo importante para a criação de seu Instituto de Oncologia, cuja inauguração está prevista para abril de 2020.

O novo equipamento permitirá a ampliação da capacidade de atendimentos oncológicos em cerca de 120%. Agora, o hospital começará a oferecer radioterapia de corpo inteiro para pacientes que estão em preparação para o transplante de medula óssea. 

O espaço recebeu o nome de Ana Lúcia Ribeiro Valadares Gontijo em homenagem à mãe do presidente da Direcional, Ricardo Ribeiro, e sua família. O momento foi de emoção para Ricardo: “temos orgulho em participar deste projeto. O nosso compromisso é muito maior do que a doação da obra. Queremos construir esperança para milhares de pessoas, reafirmando a essência da Direcional, que, sempre com humildade, busca contribuir com uma vida melhor para milhares de brasileiros”, afirmou. 

O provedor Saulo Coelho destacou o ganho social para a comunidade: “esse é um momento marcante em um ano de grandes conquistas. Agradeço às empresas doadoras pelo bem que estão fazendo. 2020 chega com novidades e estamos muito animados com o desafio da inauguração do novo Instituto de Oncologia. Muito obrigado aos doadores que destinaram parte de seus recursos via PRONON e à Direcional pelo que fizeram pelos nossos pacientes”.

O diretor de Assistência à Saúde da Santa Casa BH, Dr. Guilherme Riccio, destacou o momento virtuoso em que vive a instituição: “a inauguração inicia a caminhada do Instituto de Oncologia. Atualmente, atendemos 100 pacientes por dia. Com os dois equipamentos, chegaremos a 230. O acelerador será disponibilizado para tratar com mais presteza e eficiência os pacientes de transplante de medula, que precisam de radiação de corpo inteiro. Essa é uma grande vitória para oferecer sempre o melhor para os nossos pacientes”.

Para a gerente da Unidade de Oncologia, Lorena Lima, a inauguração do equipamento é a realização do sonho do time da Santa Casa BH e mudará o destino de muitas pessoas. “O ganho social é enorme. Somos o maior serviço de oncologia do estado. Só em 2019, absorvemos 2500 novos casos. Estamos nos especializando e buscando excelência com o objetivo de tratar cada vez mais pacientes com maior qualidade e segurança. Com um único acelerador, tratamos cerca de 1300 pacientes até novembro deste ano. Nosso equipamento tem o melhor custo benefício do Brasil. O número de pacientes que tratamos na SCBH com um único equipamento é próximo ao de hospitais que possuem duas ou três máquinas. Nosso desafio é constante e o engajamento e dedicação da equipe faz toda a diferença para alcançarmos esse cenário. Hoje damos um primeiro passo de muitos, nosso trabalho está só começando”, disse.

A construção do Instituto de Oncologia será realizada com as destinações dos parlamentares Weliton Prado e Elismar Prado, que juntas somam R$ 5 milhões. De acordo com o deputado federal Weliton Prado, esse é o momento de comemorar a grande vitória em benefício dos pacientes mineiros. “Quem tem câncer, tem pressa. A doença tem cura, mas o paciente precisa ter o diagnóstico e o tratamento o mais rápido possível. Esse centro especializado da Santa Casa BH é exemplo para o Brasil pelo seu trabalho e comprometimento. Continuem contando com o nosso apoio”, garantiu.

 

Sobre o acelerador linear

Orçado em mais de R$ 4,4 milhões, o novo equipamento foi adquirido no início de 2019, com recursos que 19 empresas destinaram à SCBH por meio do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON). São elas: Ambev, AngloGold Ashanti, Bradesco, Catho, Cristália, Delp, Grupo NC, Engie, Empresas Alfa, Instituto Hermes Pardini, John Deere, Magnesita, Mercantil do Brasil, Pottencial Seguradora, SABESP, Vaccinar, Vale, Vallourec e Vilma Alimentos.

Importado da Alemanha, o acelerador linear será instalado em um bunker adequado para radioterapia, recém-construído. A obra, com custo aproximado de R$ 800 mil, foi inteiramente doada e executada pela Direcional Engenharia. A estrutura possui 4,6 metros de altura. As paredes, de concreto armado de 35Mpa, têm espessuras que variam de 67cm a 178cm. A SCBH possui um acelerador linear que está em funcionamento há cerca de 15 anos. Em 2018, o aparelho viabilizou 82.958 sessões de radioterapia (77.975 em adultos e 4.983 pediátricas).