Santa Casa

Projeto sobre ação na pandemia é premiado

16/12/2020

     
A Santa Casa BH está em festa! Nessa segunda-feira (14/12), a instituição venceu a etapa nacional do Prêmio Aberje 2020, na categoria Multipúblicos, com o case “Batalha pela Vida”. O projeto mostra o resultado das ações de relacionamento desenvolvidas pela gerência de Comunicação Institucional durante a pandemia do novo Coronavírus, que envolveram diversos públicos e fez com que o hospital tivesse condições de atender com excelência aos casos de COVID-19, em Belo Horizonte.

No case, foram apresentadas diversas iniciativas de comunicação interna e externa, ações em redes sociais e o trabalho de relacionamento com a imprensa que geraram visibilidade para a Santa Casa BH e ressaltaram o propósito de salvar vidas. Além disso, foi destacada a campanha de doação, feita em parceria com a agência de publicidade G30 Gestão de Marcas, que incentivou a população mineira e as empresas a doarem recursos para o hospital.

Para a gerente de Comunicação Institucional do Grupo Santa Casa BH, Raquel Ratton, a conquista do Prêmio Aberje 2020 é resultado de um período de muita dedicação dos profissionais que trabalham na instituição. “É com grande alegria que alcançamos essa vitória. Um reconhecimento importante que comprova a nossa excelência ao realizar ações significativas nesse meio. Fechar o ano com essa premiação inédita para a Santa Casa BH traz força e esperança para realizar um trabalho cada vez melhor em um hospital que é importante para Belo Horizonte, para Minas Gerais e para o Brasil”, afirma.

Prêmio Aberje
Desde que foi criado, em 1967, o Prêmio Aberje acompanha as mudanças do setor e hoje, por meio da apresentação de cases inspiradores e do compartilhamento de experiências, ajuda a promover melhores práticas da comunicação de empresas e instituições de todo o Brasil. Ao longo de mais de quatro décadas, foram premiados mais de 2.600 projetos e 900 diferentes empresas.

Os cases vencedores passam por etapas rigorosas no processo de avaliação: desde a triagem dos projetos, auditoria independente, avaliação pelos jurados regionais e, finalmente, a defesa oral dos projetos à Comissão Julgadora no Painel de Cases