Santa Casa
Santa Casa BH São Lucas SCBH Ensino e Pesquisa Funerária Santa Casa BH IGAP CEM


Santa Casa BH é uma das instituições beneficiadas do McDia Feliz 2020

05/11/2020

     

Em 2020, o McDia Feliz, que transforma a venda de Big Mac em sorrisos, terá uma data especial: será no dia 21 de novembro. Considerada uma das maiores campanhas para arrecadação de fundos em prol de crianças e jovens no Brasil, a iniciativa beneficiará 68 projetos de 59 instituições de todo o país que atuam na oncologia pediátrica. Em Belo Horizonte, a Casa de Acolhida Padre Eustáquio (CAPE) já está trabalhando, com o apoio da Santa Casa BH (SCBH), para fazer da arrecadação mais um sucesso.

Os tíquetes antecipados já estão à venda por R$ 17 pelo e-commerce www.giftty.com.br/mcdiafeliz/ e poderão ser trocados pelo sanduíche Big Mac, no dia 21/11, em todos os restaurantes McDonald's do Brasil.  Os tíquetes e a camisa especial da campanha (R$ 30) também podem ser adquiridos na Provedoria da Santa Casa BH [Rua Álvares Maciel, 611 - Santa Efigênia | (31) 3238-8621 | 3238-8105] e na CAPE [Alameda Ipê Branco, 28 - Bairro São Luiz - Pampulha | (31) 3401-8000 | WhatsApp (31) 99390-0033]. 

Essa venda representa uma importante parcela na arrecadação total. Vale lembrar que parte dos recursos obtidos com a venda do Big Mac nas cidades de Belo Horizonte, Betim, Contagem, Governador Valadares, Pouso Alegre e Sete Lagoas no dia da ação também serão destinados ao tratamento dos pacientes oncológicos da Santa Casa BH. 

Neste ano, o projeto selecionado é o “Cuidar com Amor” – iniciativa que promoverá a adequação estrutural e a implantação de equipamentos de climatização e filtragem (filtro HEPA) em dois leitos da Oncologia Pediátrica da SCBH. Com o recurso, serão adquiridos também dois monitores multiparâmetros para monitorização dos pacientes oncológicos durante a inserção do cateter PICC (do tipo venoso central de inserção periférica), que traz mais qualidade de vida para os pacientes mirins. 

De acordo com o coordenador da Oncologia Pediátrica da Santa Casa BH, Dr. Joaquim Caetano Aguirre Neto, com a implantação de filtros HEPA é possível oferecer um tratamento oncológico diferenciado: “com a melhoria da qualidade do ar, conseguimos diminuir os casos de infecções, principalmente nos pacientes que apresentam leucemias agudas e linfomas de alto grau. Isso resulta também na redução do tempo de internação desses pacientes e dos custos relacionados à internação. Com esses filtros poderemos receber também crianças candidatas ao transplante de medula óssea autólogo”.

McProtegidos: Segurança para clientes e funcionários

Este ano, o McDia Feliz será realizado com uma série de medidas adicionais de segurança. Os clientes serão orientados a utilizar preferencialmente modelos com menor contato, como Drive-Thru, e os tradicionais eventos comemorativos nos restaurantes serão substituídos por ações de interação e engajamento on-line. Além disso, os restaurantes da rede estão seguindo um protocolo especial de operação, que inclui o uso de máscaras, luvas e viseiras pelos funcionários, instalação de barreiras acrílicas nos pontos de atendimento, demarcação de distanciamento social e reforço nos procedimentos de higiene, entre outras ações que fazem parte da campanha McProtegidos.

Sobre a Casa de Acolhida Padre Eustáquio – CAPE

Criada em 2013 pelo empresário José Marcílio Nunes, a Casa de Acolhida Padre Eustáquio (CAPE) trabalha para que crianças e adolescentes tenham amparo e estrutura durante o tratamento oncológico e de outras doenças não infecciosas, valorizando sempre a vida! Encaminhadas por meio dos hospitais de Belo Horizonte, elas vêm de todo Brasil, em sua maioria, de cidades do interior do estado de Minas Gerais e precisam de suporte no momento em que estão longe de casa e fragilizados pela doença. A CAPE acolhe atualmente mais de 480 crianças e adolescentes com seus acompanhantes e se interessa por suas trajetórias. Oferece acolhimento humanizado e individualizado durante e após o tratamento.

Sobre a Santa Casa BH 

Com 121 anos de funcionamento, é a primeira instituição de saúde de Belo Horizonte. Por ano, são realizados cerca de 2,9 milhões de atendimentos: mais de 56 mil cirurgias, 447 mil consultas, 2,1 milhões de exames e 55 mil internações. Ocupando posição de destaque no cenário nacional das entidades filantrópicas de saúde e no ensino médico, a SCBH abriga modernas unidades de tratamento, atua em 35 especialidades médicas e possui 1.088 leitos para atendimento exclusivo aos usuários do SUS, sendo 190 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – o maior número de leitos em um único local, no País. A instituição é referência nacional nos atendimentos de média e alta complexidade e, em 2020, tem se destacado também nos atendimentos aos pacientes com COVID-19. É a que mais realiza, em Minas Gerais, cirurgias do aparelho circulatório e digestivo, do sistema nervoso central e periférico e da mama, além de cirurgia cardiovascular para adultos e crianças. É o primeiro hospital do Estado em número de atendimentos oncológicos e um dos que mais realiza cirurgia oncológica pediátrica, radioterapia e quimioterapia para crianças e adolescentes de até 17 anos. 

Sobre o Instituto Ronald McDonald

Organização sem fins lucrativos, o Instituto Ronald McDonald (IRM) atua há mais de 21 anos para aproximar famílias da cura do câncer infantojuvenil e aumentar as chances de cura da doença aos mesmos patamares dos países com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Para atingir esse objetivo, o Instituto Ronald McDonald trabalha promovendo a estruturação de hospitais especializados, a hospedagem para famílias que residem longe dos hospitais, a capacita profissionais de saúde para realizarem o diagnóstico precoce, incentiva a adesão a protocolos clínicos e promove disseminação de conhecimento sobre a causa. A ONG faz parte do sistema beneficente global Ronald McDonald House Charities (RMHC), presente em mais de 60 países, coordenando os programas globais: Casa Ronald McDonald, voltado para a hospedagem, transporte e alimentação dos pacientes; e o Programa Espaço da Família Ronald McDonald, que torna menos desgastante o dia a dia das famílias durante o tratamento. No Brasil, há ainda outros dois programas locais: Atenção Integral e Diagnóstico Precoce, com ações específicas de combate ao câncer infanto-juvenil. O Instituto conta com o apoio de diversas empresas e pessoas físicas para desenvolver e manter seus programas. Saiba mais sobre as fontes de arrecadação, os programas e as instituições beneficiadas em www.institutoronald.org.br.