Santa Casa BH lança rifa de violão autografado

     

Como forma de arrecadar recursos visando melhorias na estrutura, aquisição de novos equipamentos e manutenção de sua Unidade Neonatal, a Santa Casa BH (SCBH) lança a rifa de um violão com os autógrafos dos principais artistas que se apresentaram na edição de 2017 do Pedro Leopoldo Rodeio Show.

Assinaram o instrumento os sertanejos Gusttavo Lima, Henrique & Juliano, Jorge & Mateus, Maiara & Maraísa, Marília Mendonça, Simone & Simaria, Zé Neto & Cristiano, o cantor Wesley Safadão, os grupos Molejo e É o Tchan, além dos DJ’s Alok, Felguk, FTampa e Taty Mesquita.

Cada bilhete custa apenas R$10. A rifa pode ser adquirida até o dia 25 de maio, na Provedoria da Santa Casa BH, que fica na Rua Álvares Maciel, 611, Bairro Santa Efigênia.

A rifa está autorizada pela Caixa Econômica Federal. O sorteio será pela extração de 30 de maio de 2018 da Loteria Federal. Conforme o regulamento, “será ganhador do prêmio o participante que possuir o cupom cujo número coincida com o número formado pela unidade simples do 1º ao 5º prêmio, lido de cima para baixo. Caso o número sorteado não tenha sido vendido, o prêmio será entregue ao portador do número do bilhete vendido imediatamente superior ou, na falta deste, ao imediatamente inferior”. Clique aqui para conferir o regulamento.

Sobre a Santa Casa BH

A SCBH é o maior hospital filantrópico 100% SUS, de Minas Gerais. Anualmente, cerca de 200 mil atendimentos (internações, consultas, exames, cirurgias e vários outros procedimentos) são ofertados a pacientes de todos os municípios mineiros e de outros estados.

Sobre a Unidade Neonatal

Muitas vezes, quem mais precisa do atendimento ainda está na mais tenra idade. A Unidade Neonatal da Gerência de Cuidados Materno-Infantis possui 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e 15 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (UCIN). O setor tem 89 profissionais de enfermagem, 32 médicos neonatologistas e 18 fisioterapeutas. Em 2017 foram admitidos 525 recém-nascidos na Unidade. E para aumentar as chances de vida desses bebês, é importante um ambiente adequado para a promoção do desenvolvimento das necessidades biológicas e familiares.