Santa Casa BHSão LucasSCBH Ensino e Pesquisa Funerária Santa Casa BHIGAPCEM


Superação

19/06/2019

     
A história de sucesso da recuperação de Geovana Paula dos Reis – paciente de 22 anos internada na Santa Casa BH desde dezembro de 2018 – é resultado do envolvimento e dedicação de profissionais de diversas clínicas da instituição. As fortes dores nas pernas foram o alerta para que ela procurasse atendimento médico em Barbacena. Com o diagnóstico, Geovana descobriu, ao mesmo tempo, a gravidez e um tumor benigno na região sacral. A espera pela vaga na Santa Casa BH demorou dois meses.
 
Nesse período, seu quadro clínico se complicou gravemente. Quando chegou à Unidade de Cuidados Prolongados estava paraplégica, usando fraldas e com dor intensa – considerada intratável por médicos de outra instituição. Durante a gravidez, Geovana ficou internada no hospital tratando da dor. Luiza nasceu no dia 31/1, na 26ª semana de gestação, na Maternidade Hilda Brandão. Após o parto, a mãe começou de fato o tratamento para o tumor com o medicamento Denosumabe. Para controlar a dor, a equipe da Neurocirurgia implantou uma bomba de morfina ligada à medula, que está tendo resultados surpreendentes. Abaixo, assista mais detalhes dessa história de superação:
 
 
“Fizemos exames e constatamos que o tumor está em regressão. O sucesso da recuperação da paciente se deve ao envolvimento da Oncologia, Ginecologia e Obstetrícia, Maternidade, Ortopedia, Clínica Médica, Neurocirurgia, Pediatria, Oftalmologia e Cuidados Prolongados, além da Clínica da Dor. A equipe do Prolongados trabalhou intensamente para sua reabilitação. Geovana já está andando com ajuda da bengala, não sente mais dores e ganhou qualidade de vida”.
Dra. Genna Maira Santos Grizende – médica da Unidade de Cuidados Prolongados.
 
“Minha luta começou em outubro do ano passado, mas graças a Deus consegui a vaga na Santa Casa BH e recebi todo o tratamento que preciso. Não conseguia sentar, só ficava de bruços. Hoje estou bem, pronta para voltar com a Luiza para Nossa Senhora dos Remédios. Fui tratada como filha neste hospital e sou muito grata a todos. Vocês me deram outra chance de viver com Luiza e minha família. Aqui consigo ver Deus em todas as pessoas”.
Geovana Paula dos Reis.