Todas as Cores

03/11/2014

     
Literalmente na moda, motivadas principalmente pela disseminação globalizada da informação na internet, as “fitas ou laços da consciência” expressam uma forma de manifestação, de cooperação ou de confraternização entre as pessoas. Alguns acreditam que sua utilização tem origem nas pulseiras pretas usadas na era vitoriana para simbolizar o luto.
 
Mas, assim como os calendários de datas comemorativas, que incluem referências genéricas como o “Dia do Campo” (10 de maio), as opções de fitas se proliferaram de maneira anárquica, sem definição ou controle de nenhuma instituição internacional. Na Wikipedia, por exemplo, é possível acessar uma extensa lista de fitas com seus respectivos significados: são 29 cores e/ou combinações que remetem desde ao “Apoio à Aplicação da Lei” até à “Conscientização da Energia na Nigéria”.
 
Alguns laços, entretanto, obtiveram divulgação maciça na mídia e acabaram tendo recall internacional. O laço vermelho consolidou-se como símbolo exclusivo de solidariedade e comprometimento no combate à Aids. O laço rosa representa um alerta sobre as formas de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.
 
Como reforço a esta campanha, foi instituído também o “Outubro Rosa”, marcado por ações de orientação sobre o tema e com o objetivo de angariar fundos para pesquisas sobre a doença. A cor azul clara simboliza a luta contra o câncer de próstata: o “Novembro Azul” veio então em seguida, fazendo par com o “Outubro Rosa” enquanto duas modalidades de câncer muito comuns em todo o mundo.
 
O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (23 de novembro) é sinalizado pelo laço dourado. Durante todo o mês são realizados eventos para estimular ações preventivas e educativas para difundir os avanços técnico-científicos relacionados à enfermidade. Outro símbolo reconhecido no Brasil é o laço verde, representando apoio à causa da doação de órgãos para transplantes.
 
Já o câncer de tireoide é representado por uma fita que mescla as cores rosa, azul e azul-petróleo. Durante todo o mês de setembro acontecem ações de divulgação sobre a doença.