Tudo pela sustentabilidade

03/01/2019

     

A Gerência de Meio Ambiente e Sustentabilidade e de Qualidade se uniram à Funerária Santa Casa BH em um desafio sustentável: substituir o papel utilizado na preparação das urnas. A iniciativa foi implantada em setembro deste ano e os resultados já impressionam. Anteriormente, a unidade comprava o papel inteiro por R$ 1,30 (quilo), que tinha que ser picado pelos próprios funcionários. Atualmente, paga R$ 0,90 (quilo) do papel processado e triturado e ainda ganha desconto por conta do valor dos papéis brancos recolhidos no Grupo Santa Casa BH para serem picotados.

“A boa prática é sustentável e foi aprovada pelos funcionários. O papel chega processado, otimizando o nosso trabalho e a agilidade dos procedimentos e ainda previne doenças do trabalho como, por exemplo, a lesão por esforço repetitivo”, destaca o supervisor de Embalsamamento, Alexandre Alberto Ferreira.

Para o analista Ambiental Guilherme Assis, a prática une o útil ao agradável, ao promover sustentabilidade e economia. “Além do reaproveitamento dos papéis gerados pela Santa Casa BH, que já somam 4,74 toneladas em 3 meses, o novo processo já gerou uma redução em custos. Com isso, a unidade reafirma seu compromisso com a sustentabilidade e melhoria do desempenho ambiental”, comemora.