VIII Seminário do CEM

25/11/2016

     
Em comemoração aos 9 anos de atividades do Centro de Especialidades Médicas SCBH, foi realizado, no dia 25 de novembro, o ‘VIII Seminário CEM’. Com o tema ‘Comunicação de qualidade na saúde’, o evento - que ocorreu na própria unidade - contou com palestras realizadas pela equipe multiprofissional e pelos palhaços profissionais do Instituto HaHaHa. Entre assuntos em debate: ‘Ferramentas de comunicação no CEM’, ‘Reflexões sobre o Com viver’, ‘Comunicação de más notícias’, ‘A importância da comunicação efetiva na segurança do paciente’, ‘Dicas para boa comunicação’, ‘Pesquisa de satisfação do cliente externo’ e ‘O papel da comunicação na humanização da atenção à saúde’.
 
Durante a abertura do evento, a superintendente adjunta do CEM SCBH, dra. Maria Nunes Álvares, saudou os participantes: “é com muita honra que recebemos os nossos convidados e cumprimento a todos os presentes. Atualmente, o CEM é uma estrutura eficiente, com consultórios bem montados e bons atendimentos. Estamos no nosso 8º seminário e já abordamos a comunicação antes, em 2011, no evento cujo tema foi a ‘Comunicação no Universo da Saúde’, já que trata-se de um assunto importante. É comunicando que a gente se entende. Nós lutamos muito para atender todos os nossos clientes da melhor forma possível”.
 
Por sua vez, o superintendente-geral do GSCBH, dr. Porfírio Andrade, também enalteceu a importância do tema: “em nome do provedor, Saulo Coelho, dou as boas-vindas a todos. Em 9 anos, foram 8 eventos promovidos. Todos com a finalidade de aproximar, agregar e trazer informação. O tema comunicação é fundamental, pois percebemos que esse é um desafio e está muito bem adequado à nossa realidade. O fato de estarmos aqui aproximando as pessoas e discutindo estes assuntos melhora a qualidade da comunicação e do nosso trabalho. O CEM é referência pelo excelente cuidado com a estrutura e pelo profissionalismo nos atendimentos. Isso vale sempre como exemplo. Dou os parabéns pela organização do evento e ao Grupo Santa Casa BH por ter uma unidade como essa”.
 
Em sua palestra, a gerente assistencial do CEM, Flávia Cerqueira, afirmou que o assunto foi escolhido pensando na melhoria dos serviços prestados pela unidade e seus funcionários: “notamos a necessidade de discutir melhor o assunto e aprimorar os processos no dia a dia. Precisamos pensar a comunicação como um processo de construção de relações internas. Dessa forma, percebemos maior engajamento das pessoas, surgimento de novas ideias criativas e melhoria nos resultados da unidade”.
 
Chamando atenção para a importância da comunicação no atendimento humanizado, a médica da UTI Pediátrica da Santa Casa BH, dra. Filomena Camilo do Vale, agradeceu o convite: “fiquei encantada por estar aqui hoje e falar desse tema. A comunicação na área de saúde é vital. A palavra nos permite dialogar, construir, quebrar o medo e a indiferença. Nossa palavra e postura pode trazer algo diferente e mudar a vida de alguém. Temos o compromisso, em primeiro lugar, de estar aqui porque o paciente precisa de nós. Em segundo lugar, precisamos estar bem para acolher bem”.
 
Também participaram como palestrantes: Paula Lamego, Letícia Siscouto e Sônia Maulais (Psicologia); Elizeu Custódio e Gyuliana Duarte (Instituto Hahaha); Luiz Fernando Machado e Luana Simões (Enfermagem); Nara Sales (Serviço Social); Débora Rossi (Fonoaudiologia) e dra. Kelly Sabino (médica).