Atualizado em: 07/12/2023 – 12:12:57

Com a missão de promover o compartilhamento de experiências de sucesso e incentivar o desenvolvimento de novos projetos que contribuam para a melhoria da gestão e da qualidade assistencial e hospitalar, o Prêmio Federassantas Boas Práticas – Dr. Eduardo Levindo Coelho promoveu a sua quinta edição, em 2023. Entre os projetos vencedores, o “Escritório de Gestão de Altas”, da Santa Casa BH, foi o ganhador do eixo “Melhoria de Processos/Sustentabilidade Econômico-financeira”, reconhecimento que reforça o compromisso da instituição com a excelência na oferta de uma saúde de ponta para todos. 

Os ganhadores do prêmio foram anunciados no último dia 23 de novembro, em um evento realizado no Hotel Mercure Lourdes, em Belo Horizonte. Prestigiaram a cerimônia mais de 180 participantes, 400 telespectadores online, além de autoridades da saúde, incluindo o ilustre ator global Kiko Mascarenhas.

O case ganhador da Santa Casa BH foi escrito pela gerência de Regulação de Acesso e Fluxo Assistencial, responsável por implementar o Escritório de Gestão de Altas (EGA), o primeiro de Minas Gerais. Segundo a coordenadora de Regulação de Acesso e Fluxo Assistencial do Hospital de Alta Complexidade 100% SUS Santa Casa BH, Gabriela Versiani, o projeto se destaca por  ter introduzido uma abordagem inovadora na desospitalização de pacientes, otimizando os processos relacionados à assistência hospitalar.

“Iniciamos um piloto na unidade de internação da nefrologia, realizando rounds, que são discussões multidisciplinares acerca do planejamento terapêutico e da previsão da alta do paciente. O EGA é responsável por gerenciar e facilitar o processo de alta hospitalar de forma segura e com menor tempo, aumentando o giro de leito e ampliando o atendimento de qualidade para a população”, explica Gabriela. 

Dentro do projeto ganhador do Prêmio Federassantas, destaca-se a criação da Sala de Alta, uma estrutura dedicada a acomodar e prestar assistência a pacientes que aguardam o momento de voltar para casa, promovendo um ambiente mais humanizado e eficaz. “O EGA também envolve ativamente os pacientes e familiares no processo de alta, promovendo o empoderamento e a participação ativa na gestão da própria saúde”, ressalta a coordenadora.  

Com isso, em quatro meses, o Escritório apresentou resultados que impressionam: a média de permanência do paciente nefrológico foi reduzida de 9 para 6 dias e, sem abrir novos leitos, a unidade aumentou em 49% a sua produção. 

De acordo com Gabriela, a partir da melhoria dos processos, foi possível corrigir rumos e atuar de forma mais colaborativa no desenvolvimento e execução do projeto. “Dessa forma, conseguimos aumentar a nossa eficiência em relação à desospitalização, liberando o leito mais rapidamente e, consequentemente, acelerando o atendimento de um novo paciente que precisa de internação”, pontua. 

Nesse contexto, ela enfatiza a importância do reconhecimento do Prêmio Federassantas 2023. “Com a implementação do Escritório de Gestão de Altas, a Santa Casa BH foi mais uma vez pioneira em uma iniciativa inovadora. Ser premiado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais, principal entidade representante do setor no estado, chancela a relevância desse projeto, que pretendemos expandir para todas as nossas unidades de internação”, finaliza Gabriela. 

Além da Santa Casa BH, o Hospital Nossa Senhora das Graças de Sete Lagoas venceu o eixo “Qualidade Assistencial”, com o projeto “Transformando a qualidade assistencial com tecnologia no tratamento de água”; e o Hospital do Câncer de Muriaé levou o troféu do eixo “Humanização”, com o projeto “Coral Nova Voz”.

 

Café com Elogios 

Outro projeto da Santa Casa BH que se destacou no Prêmio Federassantas 2023 foi o “Café com Elogios”, ação que tem como objetivo valorizar os colaboradores reconhecidos pelas boas práticas, por meio dos canais de comunicação do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), do Serviço de Concierge, além dos funcionários destaques indicados pelos gestores da área. Os Ambulatórios Especializados Santa Casa BH iniciaram o projeto, que se tornou uma parceria com o SAC e com as diversas superintendências assistenciais. 

O projeto, que foi finalista no eixo “Humanização”, reforça o bom atendimento prestado, gerando mais satisfação a quem trabalha na linha de frente e melhorando cada vez mais a experiência do cliente.