Santa Casa
SCBH Ensino e Pesquisa Funerária Santa Casa BH Santa Casa BH IGAP São Lucas CEM


Eventos marcam o centenário da Maternidade Hilda Brandão

Publicado em: - Atualizado em: 09/09/2016 11:17:49

     



 

Diversas atividades marcaram a comemoração pelos 100  anos da Maternidade Hilda Brandão - considerada modelo de atendimento a gestantes de todo o Estado. Na manhã do dia 29 de agosto, foi lançado o livro ‘Tempo de Nascer - Centenário da Maternidade Hilda Brandão’, de autoria do escritor e jornalista Manoel Hygino dos Santos. Prestigiaram o evento o secretário de Estado de Cultura de Minas Gerais, Ângelo Oswaldo de Araújo Santos, o jornalista J.D. Vital, Maria da Penha Mendes Furquim Werneck, superintendentes, médicos, gerentes e funcionários da instituição, além de representantes da Associação das Voluntárias da Santa Casa e amigos do autor.

SAIBA MAIS: CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS DO EVENTO
 
A obra faz um resgate histórico da construção e do funcionamento da maternidade - a primeira da Capital mineira, que sempre se destacou no desenvolvimento científico e na assistência à população, incluindo a realização de intervenções cirúrgicas raras, nascimentos de crianças especiais e gêmeos conjugados. O livro ressalta também a importância dos profissionais de saúde que nela trabalharam e os fatos marcantes da unidade, reconhecida como ‘berço da obstetrícia em Minas Gerais’.
 
Também no dia 29, à noite, foi realizado coquetel de abertura do ‘Congresso Interdisciplinar de Perinatologia’, no qual foram homenageadas pessoas, empresas e instituições de ensino atuantes na história da Maternidade Hilda Brandão - uma das mais antigas unidades assistenciais da Santa Casa BH. Marcaram presença no encontro o secretário municipal de Saúde, Fabiano Pimenta, representantes do Conselho da Irmandade da SCBH, dirigentes da instituição, médicos e convidados.

   

 
Promovido pelo Instituto de Ensino e Pesquisa SCBH, em parceria com 5 Sociedades Médicas - Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Terapia Intensiva, Anestesiologia e Radiologia, além do Conselho de Enfermagem - MG, o evento foi um marco comemorativo dos 100 anos da Maternidade Hilda Brandão e de extrema relevância para as entidades relacionadas à perinatologia, permitindo a promoção da atualização da prática médica e buscando a excelência na formação de profissionais do setor.

Durante a abertura do evento, o superintendente-geral do Grupo Santa Casa BH, dr. Porfírio Andrade, fez um resgate histórico do centenário da maternidade e ressaltou sua importância no atendimento às gestantes de todo o Estado: “Hugo Werneck foi um médico visionário que teve a ideia de criar uma estrutura própria para atender a parturiente e o recém-nascido. Naquela época foi um fato inédito, pois a ginecologia e a obstetrícia ainda não eram especialidades médicas. Ambas surgiram na instituição. Agradeço o apoio e o empenho de todos que colaboraram para a história de sucesso da maternidade, tornando-a referência na realização de partos de gestantes de alto risco”.

 
O superintendente adjunto de Recursos Humanos, Carlos Renato Couto - que na ocasião representou o provedor Saulo Coelho agradeceu a presença dos participantes e a parceria da sociedade para a manutenção da maternidade: “há 100 anos teve início uma cruzada humanitária incentivada pela sra. Hilda Bueno Brandão - esposa do ‘ex-presidente’ do Estado, Bueno Brandão. Ela é merecedora de todas as nossas homenagens pela iniciativa e pelo trabalho de angariar recursos e dedicar seu tempo à Santa Casa. Essa cerimônia é para celebrar as conquistas da unidade, as pessoas que fizeram parte dessa história e, principalmente, o milagre da vida”.

Para o chefe honorário da Clínica Proctológica da Santa Casa BH,  dr. Geraldo Magela Gomes Cruz - homenageado pela contribuição com os trabalhos de pesquisa e edição fotográfi ca relacionados à Maternidade Hilda Brandão - muitos acontecimentos, pessoas e fotos retratam a verdadeira história da maternidade e da Santa Casa BH: “eu e dr. Porfírio - amantes da história - fizemos diversas descobertas ao analisar o acervo fotográfico da instituição e acompanhar a restauração do antigo prédio da maternidade. Temos que cultuar a história e todos aqueles que fizeram parte dela. Destaque especial para o médico Hugo Werneck, que dedicou sua vida à Santa Casa BH. Se não fosse ele, a história da instituição teria sido outra”.
 
Durante a solenidade, representantes das sociedades médicas também enalteceram o trabalho realizado pela maternidade no atendimento ao binômio mãe-fi lho. Pela Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais, discursou dr. Clóvis Antônio Bacha; pela Sociedade Mineira de Pediatria, dra. Maria Cândida Gonzaga; pela Sociedade Mineira de Terapia Intensiva, dra. Amarílis Batista Teixeira; pela Sociedade de Anestesiologia de Minas Gerais, dra. Cláudia Helena Ribeiro da Silva; e pela Sociedade de Radiologia de Minas Gerais, dra. Cibele Alves de Carvalho.

CONGRESSO INTERDISCIPLINAR DE PERINATOLOGIA
 

Os dois primeiros dias de evento (30 e 31 de agosto) - direcionados exclusivamente aos funcionários e alunos da instituição - foram realizados no Salão Nobre da Santa Casa BH, reunindo 110 participantes. Entre os temas em debate, destacaram-se: assistência ao parto e ao recém-nascido baseada em evidências científicas, aleitamento materno, síndromes hipertensivas na gravidez, alta hospitalar do recém-nascido, emergências obstétricas e importância do ‘5º Dia Saúde Integral’.
 
Nos dias 1º e 2 de setembro, o congresso teve continuidade no Teatro Bradesco, com participação de 450 pessoas. Em discussão, temas relevantes da rotina do profissional da área perinatal como os desafios da Zika, sala de admissão, prematuridade, choque hemorrágico, parada cardiorrespiratória materna, síndrome hipóxico-isquêmica fetal e neonatal, obesidade, cirurgia bariátrica e diabetes e assistência às gestantes psiquiátricas ou usuárias de drogas.


 

Agraciados durante a solenidade de abertura do ‘Congresso Interdisciplinar de Perinatologia

Os médicos da Santa Casa BH, Navantino Alves Filho, Renato Franco Ciodaro, Maria Julia Vieira de Oliveira , Sinval Ferreira de Oliveira e Geraldo Magela Gomes da Cruz , o diretor-geral da TV Globo Minas, Marcelo Landi Matte, o gerente de Comunicação da TV Globo Minas, José Amaro Siqueira - que na ocasião também recebeu a placa por Marcelo Matte - o presidente do Instituto Dona Lucinha, José Marcílio Nunes Filho, a Vale S.A., representada por Patrícia Mazzoni Pena, e o banco BMG, representado por Eduardo Dominicale.
 
Foram homenageadas também algumas instituições parceiras da Santa Casa BH na área de ensino: Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, representada pelo vice-diretor, Marcelo Miranda; Universidade de Itaúna, representada pelo reitor, Faiçal Freire Chequer; Universidade José do Rosário Vellano (Unifenas), representada pelo diretor técnico, Galileu Bonifácio da Costa Filho; Instituto Metropolitano de Ensino Superior, representado pelo diretor acadêmico, José Carlos de Carvalho Gallinari; e Faculdade de Minas, representada pela diretora executiva, Luísa Ribeiro Varella.