Atualizado em: 01/02/2024 – 10:02:39

Em Belo Horizonte, São Lucas Para Todos oferece condições acessíveis para quem não possui plano de saúde; clínica também possui credenciamento com mais de 60 municípios mineiros

 

Expectativa, frustração, dores, desconforto físico. Essas são algumas das dificuldades enfrentadas por quem aguarda na fila de cirurgias eletivas do Sistema Único de Saúde (SUS), no Brasil, por meses e até anos. Atualmente, segundo um relatório do Ministério da Saúde, divulgado em junho de 2023, mais de 1 milhão de pacientes aguardam a realização de procedimentos em todo o país, o que reforça a necessidade de políticas e iniciativas para mitigar esse problema. Em meio a esse cenário, as clínicas especializadas em intervenções não urgentes surgem como uma alternativa, tanto para quem precisa da cirurgia quanto para a gestão da saúde pública, uma vez que, com a demora, o quadro clínico do paciente pode se agravar e o que era eletivo acaba se tornando urgente, elevando os riscos e os custos e onerando ainda mais o SUS.

Inaugurado em 2021, o São Lucas Para Todos é referência nessa área, em Belo Horizonte. A clínica faz parte do São Lucas Hospital Particular e Convênios – unidade de saúde suplementar da Santa Casa BH – e se destaca por oferecer condições acessíveis e pagamento facilitado, principalmente para as pessoas que não possuem plano de saúde, mas contam com algum recurso para pagar a tão esperada cirurgia. Além disso, traz toda a expertise já conhecida do hospital, que é a primeira instituição de saúde privada da capital, com 101 anos de história.

É o que explica a superintendente Assistencial do São Lucas, Dra. Raquel Felisardo. “Quem contrata os serviços do São Lucas Para Todos encontra qualidade assistencial, bons preços e tem mais facilidade de pagamento, já que pode parcelar o procedimento em até 36 vezes. Além disso, o paciente contará com a mesma estrutura do hospital, que inclui cirurgiões de excelência reconhecida, 130 leitos, incluindo uma importante retaguarda de CTI, centro cirúrgico com oito salas equipadas que funcionam todos os dias da semana, Pronto Atendimento adulto 24 horas, Centro de Tratamento Intensivo e ambulatório”, diz.

O São Lucas Para Todos atende 13 especialidades, entre elas Cirurgia Geral, Bariátrica, Ortopedia, Ginecologia, Cirurgia Plástica, Neurologia, entre outras. Além dos procedimentos, é ofertada uma linha de cuidados completa, com consulta pré-cirúrgica, internação e pós-operatório.

Segundo a Dra. Raquel, da primeira consulta até a cirurgia, a média de espera do paciente é de 15 a 20 dias, porém pode haver variações, dependendo da especialidade, das condições clínicas do paciente e do tipo de procedimento que será realizado. “Contudo, independente disso, certamente o tempo será muito menor do que o da fila de eletivas do SUS, que enfrenta inúmeros gargalos. Para quem conta com algum recurso disponível, seguramente é uma opção muito interessante”, reforça a superintendente do São Lucas.

Antes da operação, todas as etapas necessárias são seguidas e a clínica trabalha para garantir a agilidade no atendimento, porém sem deixar de lado a segurança. “O paciente entra em contato por meio do site, das redes sociais, pelo telefone ou por indicação das parcerias e credenciamentos, depois a equipe realiza o agendamento da consulta o mais rápido possível, de acordo com a disponibilidade de cada especialidade. Em seguida, o orçamento é entregue e o paciente é acompanhado e orientado para fazer os exames exigidos. Por fim, a consulta pré-anestésica é marcada e fazemos uma busca ativa, até que o procedimento seja realizado”, descreve Raquel.

Credenciamento com prefeituras mineiras

Só em Minas Gerais, que possui 853 municípios, a fila de eletivas soma mais de 86 mil cirurgias. Pensando em contribuir para solucionar essa demanda reprimida, o São Lucas Para Todos oferece um modelo de credenciamento em que as prefeituras custeiam e direcionam os pacientes do interior para realizar os procedimentos na capital.

Até o momento, a clínica possui contratos com mais de 60 municípios – além de parcerias com empresas de todo o estado – e, como pontua a gerente Administrativa do São Lucas Hospital Particular e Convênios, Luiza Neder, “são fechados pacotes com tabelas diferenciadas, personalizados e que tornam os atendimentos mais ágeis, além de não exigirem pagamento prévio das consultas e cirurgias”, destaca.

Dessa forma, segundo ela, já foi possível diminuir a fila de eletivas em diversas cidades, como Brumadinho e Sarzedo, por exemplo.

A gerente ressalta que o intuito do São Lucas Para Todos é se aproximar ainda mais dos gestores e representantes dos municípios, reforçando os benefícios do modelo assistencial, principalmente os seus impactos sociais. “Nosso objetivo é levar cada vez mais saúde de ponta para quem mais precisa e as parcerias com o poder público são fundamentais para isso. Ao agilizarmos a realização das cirurgias eletivas desses cidadãos, possibilitando o seu acesso a uma linha completa de cuidados, contribuímos para a promoção do desenvolvimento das gestões nas cidades e proporcionamos um alto retorno social para essas regiões”, completa Luiza.

Sugestões de fontes: 
Dra. Raquel Felisardo – superintendente Assistencial do São Lucas Hospital Particular e Convênios
Luiza Neder – gerente Administrativa do São Lucas Hospital Particular e Convênios

Assessoria de Imprensa:
Laio Amaral: (31) 99328-5291 / laioamaral@santacasabh.org.br
Natália Mansur: (31) 99222-0211 / nataliamansur@santacasabh.org.br

Baixar PDF: Clínicas especializadas em cirurgias eletivas contribuem para a redução da fila no SUS